• 11 3147 - 3688
  • caep@caep.com.br
bandeirinhas50x50

We put learning to work!

united-states

INTERCÂMBIO DE ESTUDOS

PERGUNTAS FREQUENTES

Para o programa de curso de idioma não existe nenhum requisito, apenas o interesse em aprender e estudar um novo idioma.

Não, no programa de curso de idiomas não é preciso ter nível básico, intermediário ou avançado, não é exigido nenhum conhecimento. No entanto caso tenha uma noção do idioma que deseja estudar, irá facilitar o aprendizado e aproveitar mais o que o curso pode oferecer. 

Você pode embarcar quando quiser, os cursos de idioma têm disponibilidade durante o ano todo, com início todas as segundas-feiras ou primeira segunda-feira do mês, depende do seu nível de proficiência. Apenas se a escola não tiver disponibilidade é que a data deverá ser alterada. 

A duração mínima varia de 2 a 4 semanas, depende da escola que escolher. E o máximo varia de 6 meses a 1 ano, depende do visto de cada país. Considerando essas regras, você poderá escolher quanto tempo gostaria de se dedicar aos estudos, 1 mês, 2 meses, 6 meses, 8 meses, você escolhe. 

O valor do curso, quando convertido para reais, ficam bem próximos, o que deve ser considerado é o custo de vida de cada país e a moeda local. Considerando esses itens o país mais em conta para aprender inglês, por exemplo, é a África do Sul.

O melhor lugar, vai depender do seu perfil, dos seus interesses e objetivos. O que para você pode ser um lugar interessante, para outra pessoa pode não ser. Por isso é importante ter uma ideia do seu gosto, para poder começar a filtrar as opções de destinos, ou informar qual a sua ideia de lugar para que um destino seja sugerido.  

Os valores são parecidos, mas evitar grandes centros como Nova York, Chicago e São Francisco, por exemplo, diminui o custo, pois em cidades menores o valor da acomodação é mais em conta e depois quando iniciar o curso, o custo de vida das cidades pequenas é menor que dos grandes centros.

O valor do curso varia de cidade para cidade e de duração para a duração. Para solicitar um orçamento você deve informar, qual a cidade deseja fazer o curso, durante quanto tempo e quando gostaria de iniciar.

Sim, todos os países exigem visto de estudante.

Toda regra tem uma exceção e alguns países para curso de idioma com duração de até 90 dias permitem a entrada no país com o visto de turismo, e em alguns casos brasileiro não precisa de visto de turismo para entrar no país. 

Na Irlanda, curso com duração de até 3 meses, não é preciso tirar visto de estudante, você pode entrar no país com o visto de turismo. Como brasileiro não precisa de visto de turismo para entrar no país, na chegada, ao passar pela imigração o seu passaporte será carimbado com a permissão para estudar.

Em alguns países, para cursos de até 90 dias de duração não é preciso tirar visto de estudante, isso se aplica aos países europeus, África do Sul e Nova Zelândia. Para todos os outros é preciso aplicar para o visto antes de sair do Brasil.

Dependendo do país. Apenas a Nova Zelândia, Austrália e Irlanda possuem um visto de estudante que permite trabalhar por até 20h por semana, desde que o curso de idioma siga a regra do visto. Todos os outros países não permitem estudantes de idioma a trabalhar ao mesmo tempo. 

Não, não é possível fazer um curso de inglês e depois emendar com o programa de Intercâmbio Agrícola sem voltar para o Brasil. O programa de intercâmbio de estudo é um tipo de visto e o de intercâmbio agrícola é outro. Para aplicar para o visto de intercâmbio agrícola é preciso estar no Brasil. 

Não, o visto de estudante de idiomas dos Estados Unidos não permite o estudante a realizar nenhuma atividade remunerada. 

Não, o visto de estudante de idiomas do Canadá não permite o estudante a realizar nenhuma atividade remunerada

Vai depender de qual é a sua área, os processos seletivos são parecidos com o do Brasil, é exigido fluência no idioma e experiência profissional, quanto mais qualificado, mais fácil para conseguir uma colocação.

Não, a CAEP Brasil não se responsabiliza pelo trabalho, apenas pela parte do curso, que deve seguir as regras do visto, para que se tenha um visto de estudante com permissão de trabalho. 

O ideal é se preparar entre 6 meses e 4 meses antes da data deseja de embarque, pois o visto de estudante dos países pode levar algum tempo, então é preciso considerar o tempo de processo do visto também. 

Não, não é possível fazer primeiro o curso e depois o trabalho, pois o visto é emitido com duração igual ao curso. 

Os países em que o visto de estudante permite trabalhar, é permitido exercer atividade remunerada por até 20h por semana. 

Irlanda: pode começar a trabalhar quanto realizar a troca do visto de turismo para o de estudante. Sem ter o visto de estudante no passaporte não é permitido trabalhar.

Austrália e Nova Zelândia: pode começar a trabalhar quando as aulas iniciarem. Se você chegar 3 dias antes do início do curso, você não pode trabalhar esses 3 dias que antecedem o início do curso. 

Não, no programa de estudo e trabalha tem duração mínima para ter o visto de estudo com permissão para trabalho. Na Austrália e na Nova Zelândia a duração mínima são 14 semanas e na Irlanda 25 semanas para poder estudar e trabalhar.



Nossas
Afiliações:
brasil.jpg
512x512bb.jpg
atoi.jpg

Telefone: 11 3147-3688 (2ª à 6ª das 9h às 18h)
Av. Paulista, 1471 – 7º andar – São Paulo, SP – 01311-927
caep@caep.com.br

CAEP Estados Unidos:

Telefone: +1-218-739-3241
112 E. Lincoln Avenue – Fergus Falls, Minnesota – 56537
caep@caep.org